Vote no tema da Semana do Caminhar 2024! [Por onde andamos em Janeiro]

Instituto Caminhabilidade
6 min readFeb 8, 2024

ūüďć Come√ßamos a planejar a 8¬™ edi√ß√£o da Semana do Caminhar e conversamos com as gest√Ķes p√ļblicas sobre projetos de caminhabilidade nas cidades!

Vote no tema da Semana do Caminhar 2024!

Neste ano, viemos mais cedo anunciar as datas da 8ª edição da Semana do Caminhar 2024! Nosso objetivo é que nós e nossas parceiras possam se organizar para construirmos uma Semana cheia de atividades e conhecimento. Nossa primeira missão é escolher o tema!

VOTE AQUI AT√Č O DIA 29/02

Os temas propostos s√£o:

  1. Como caminhar com o clima inst√°vel?: Abordar a rela√ß√£o entre mudan√ßas clim√°ticas e caminhabilidade, destacando a constru√ß√£o de cidades caminh√°veis e espa√ßos naturais ‚ÄĒ como orlas, ambientes com √°gua e ref√ļgios urbanos ‚ÄĒ como formas tang√≠veis de enfrentar a crise clim√°tica, proporcionando um ambiente agrad√°vel e acolhedor nas ruas.
  2. Caminhabilidade na cidade toda ‚ÄĒ Periferias a p√©: Discutir a descentraliza√ß√£o das a√ß√Ķes para a caminhabilidade, propondo solu√ß√Ķes nas periferias e abordando os desafios no desenho das ruas. Enfatizar a cria√ß√£o de novas centralidades, conectividade √† cidade inteira e a import√Ęncia da intermodalidade acess√≠vel, incluindo a defesa de pol√≠ticas como a tarifa zero.
  3. Caminhar e G√™nero ‚ÄĒ O direito feminino de caminhar na cidade: Refletir sobre a rela√ß√£o entre o deslocamento de mulheres e meninas e o ato de caminhar na cidade. Abordar a falta de representatividade na participa√ß√£o social e em cargos de lideran√ßa, e como isso contribui para cidades desiguais. Destacar as viol√™ncias enfrentadas por mulheres e a necessidade de solu√ß√Ķes acolhedoras e representativas.

Contamos com o seu apoio! Logo mais abriremos um formul√°rio para parcerias, atividades e ideias para promovermos juntas a Semana do Caminhar.

1¬™ Encontro Virtual Rede Cidade Caminh√°vel ‚ÄĒ ‚ÄúPlanos de Bairro e Rotas Priorit√°rias para Caminhar‚ÄĚ

Fizemos o 1¬ļ encontro virtual da Rede Cidade Caminh√°vel, que tem como objetivo incentivar trocas de conhecimentos e experi√™ncias entre cidades dos projetos inscritos no Pr√™mio Cidade Caminh√°vel de 2021 e 2023.

O tema foi ‚ÄúPlanos de Bairro e Rotas Priorit√°rias para Caminhar‚ÄĚ. Ra√≠na de Menezes e Nat√°lia Gameiro, arquitetas e urbanistas da Prefeitura de Campo Grande, apresentaram o ‚ÄúPlano Municipal de Rotas Acess√≠veis/Projeto Piloto Coophavila II‚ÄĚ, e Alissandra Bernardini e Sylvia Angelini, arquiteta e urbanista e Diretora de Urbanismo da Prefeitura de Jundia√≠, o ‚ÄúPlano de Bairro Novo Horizonte e Regi√£o‚ÄĚ.

Destaques de ambos projetos:

- Rotas de 10 km e 21 km, respectivamente, de requalifica√ß√£o do caminho a p√© pela prefeitura para al√©m de cal√ßadas, criando melhores condi√ß√Ķes de caminhar com vegeta√ß√£o e mobili√°rios

- Rotas para conectar equipamentos importantes nos bairros e transporte p√ļblico

- Realiza√ß√£o dos projetos em bairros perif√©ricos, com foco em popula√ß√Ķes vulnerabilizadas, como a primeira inf√Ęncia no caso de Jundia√≠, e idosos e PCDs no caso de Campo Grande

- Criação de comitês intersecretariais para engajar diversos setores municipais

- Participa√ß√£o da popula√ß√£o, que contribuiu com conselhos e comit√™s e tamb√©m consulta p√ļblica em escolas, em Jundia√≠, e centros de idosos, em Campo Grande

- Solu√ß√Ķes pensadas no meio ambiente, como vegeta√ß√£o e pisos perme√°veis para criar microclimas caminh√°veis

Foi uma troca muito inspiradora e participaram mais de 20 pessoas de diversas cidades do Brasil! Para saber mais dos projetos acesse o mapa de projetos no site premiocidadecaminhavel.org.

Conheça o projeto de Jundiaí no vídeo disponível no Youtube do Instituto Caminhabilidade e no podcast Cidades Caminháveis.

Participamos de bate-papo ‚ÄúA luta pelo espa√ßo ‚ÄĒ Mobilidade Humana‚ÄĚ no Sesc Avenida Paulista, como parte do Sesc Ver√£o

Para come√ßar o ano bem, a Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, conversou com Reynaldo Neto, do WRI Brasil, sobre uso e desenho das ruas. Ambos abordaram a possibilidade de abrir ruas, criar cal√ßad√Ķes, e de desenvolver ruas compartilhadas e ruas completas.

A plateia contou com crian√ßas e adultos e houve muita intera√ß√£o! Uma das participantes, de cerca de 5 anos, respondeu rapidamente ‚ÄúAS RUAS‚ÄĚ quando Leticia perguntou ‚ÄúQual o principal espa√ßo p√ļblico nas cidades?‚ÄĚ, o que nos d√° muita esperan√ßa de que as novas gera√ß√Ķes sejam agentes de transforma√ß√£o das ruas.

Entrevistas para a consultoria para o Plano do Centro do Recife

Em janeiro, demos continuidade ao diagn√≥stico das percep√ß√Ķes e das condi√ß√Ķes de caminhabilidade com perspectiva de g√™nero e ra√ßa no centro do Recife. Para isso, entrevistamos tr√™s mulheres com diferentes pap√©is e rela√ß√Ķes com o territ√≥rio. Agora, daremos in√≠cio √† etapa de formula√ß√£o de recomenda√ß√Ķes e solu√ß√Ķes para que o Plano do Centro do Recife seja caminh√°vel e amig√°vel para mulheres e meninas, principalmente negras e ind√≠genas.

Este projeto é uma consultoria para a Agência Recife para Inovação e Estratégia (ARIES). Gostaria de incluir essa perspectiva no seu projeto? Fala com a gente!

Estudos de outros países para o Plano Nacional de Caminhabilidade

Neste mês, nos reunimos com a equipe da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana (SEMOB) do Ministério das Cidades para fechar o nosso cronograma de entregas para a construção do Plano Nacional de Mobilidade Urbana, que estamos colaborando através de uma cooperação com o ministério, focada nas estratégias de mobilidade a pé e caminhabilidade. Na primeira etapa, que vai até abril, estamos analisando estratégias de mobilidade a pé de outros países do mundo e iremos levantar como se estruturam melhores práticas e fazer uma publicação. Fique ligada!

Entrevistas sobre Ruas Abertas para o Bom Dia SP, da TV Globo

Falamos sobre a abertura da Avenida S√£o Jo√£o aos domingos para as pessoas, que est√° com consulta p√ļblica aberta pela Prefeitura de S√£o Paulo. A Diretora-Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, explicou como √© necess√°rio mais do que apenas isolar a √°rea com cones.

‚ÄúAtividades culturais, comunicar os grupos no entorno que agora podem usar aquele espa√ßo para fazer as suas atividades, dialogar com os com√©rcios para eles entenderem que aquele √© um dia que tamb√©m podem funcionar‚ÄĚ, Leticia Sabino para o Bom Dia SP.

Assista AQUI!

No dia 21 de janeiro, foi feito um teste na Avenida S√£o Jo√£o. A ideia √© abrir um corredor de 1,5 km entre o Minhoc√£o e o Vale do Anhangaba√ļ, conectando equipamentos de cultura como a Galeria do Rock e Pra√ßa das Artes. N√≥s, do Instituto Caminhabilidade, mobilizamos a cria√ß√£o da Paulista Aberta h√° 8 anos. No ano passado, fizemos observa√ß√£o de fluxos para embasar a abertura de algumas ruas da Liberdade, o que j√° est√° acontecendo. Responda AQUI √† consulta p√ļblica e apoie mais esse espa√ßo de ruas abertas.

Post ‚ÄúVou a p√©, porque s√≥ quem caminha‚Ķ‚ÄĚ

Entramos na trend e pedimos para as nossas seguidoras escolherem 5 motivos preferidos para caminhar nas cidades. Nós queríamos escolher todos, porque caminhar é muito bom (mesmo com todos os seus problemas) e, com certeza, o jeito mais democrático, saudável e divertido de se deslocar! Acesse AQUI e confira os comentários!

VEM A√ć

Vamos curtir o Carnaval ocupando as ruas e os cortejos por aí!

  • Celebrar o carnaval √© celebrar o direito √†s ruas! O carnaval √© um exerc√≠cio do direito √† cidade, um momento de transforma√ß√£o e adapta√ß√£o dos espa√ßos p√ļblicos constru√≠dos pelas pessoas. Por isso, aproveitem para caminhar muito e curtir essa festa que promove a acessibilidade, divers√£o, democracia, dinamismo, inclus√£o e CAMINHABILIDADE!

Faça parte da nossa lista de transmissão do Telegram! Clique aqui.

--

--

Instituto Caminhabilidade

ONG liderada por mulheres | Desenvolve cidades em que pessoas e caminhar sejam prioridade | Busca equidade de gênero e enfrenta a crise climática