Fomos para Belém e Recife | Vem aí a 2ª edição do Prêmio Cidade Caminhável [Por onde andamos em maio]

Instituto Caminhabilidade
8 min readJun 8, 2023

Vem aí a 2ª edição do Prêmio Cidade Caminhável; conheça as juradas

Em 2023, o Instituto Caminhabilidade, com apoio internacional da Walk21, volta a realizar o Prêmio Cidade Caminhável, que teve sua primeira edição em 2021. Com um forte time de juradas, o objetivo é reconhecer, mapear e premiar projetos e iniciativas públicas que promovem a melhoria da caminhabilidade nas cidades brasileiras. No entanto, nesta segunda edição, os projetos devem ter sido realizados nos anos de 2021 e 2022.

Os projetos ganhadores da primeira edição foram: Reurbanização do Centro Conde (PB), Via Parque Caruaru (PE) e o Plano Municipal de Caminhabilidade de Fortaleza (PMCFor) nas categorias Cidade Pequena, Cidade Média e Cidade Grande, respectivamente.

Neste ano, os projetos serão avaliados por júri composto por quatro mulheres especialistas em cidades caminháveis e acessíveis, sendo elas:

  • Circe Monteiro, arquiteta e urbanista paranaense, professora titular da Universidade Federal do Pernambuco (UFPE), mestre em Planejamento Urbano e Regional pela COPPE (Universidade Federal do Rio de Janeiro), doutora em Sociologia Urbana na University of Oxford e coordenadora do grupo de pesquisa transdisciplinar para inovações em cidades, o INCITI/UFPE;
  • Géssica Macamo, cientista política moçambicana e diretora executiva do Centro de Estudos Urbanos de Moçambique (CeUrbe);
  • Hannah Machado, arquiteta e urbanista paulista, mestre em Gestão e Políticas Públicas, ex-Coordenadora de Desenho Urbano e Mobilidade da Iniciativa Bloomberg;
  • Taynara Gomes, paraense, mestre e doutoranda em arquitetura e urbanismo, professora e gerente de projetos da ONG Laboratório da Cidade.

As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas através do formulário no site do Prêmio Cidade Caminhável entre os dias 12 de junho e 21 de julho de 2023. Clique AQUI para saber mais!

7ª edição da Semana do Caminhar acontecerá entre 6 e 12 de agosto de 2023

O tema ganhador da Semana do Caminhar 2023, que recebeu 36% dos votos, foi:

  • CIDADES DE 15 MINUTOS — Discutir sobre a questão da proximidade no caminhar e o que as pessoas acessam a 15 minutos a pé das suas casas. Pensar sobre os caminhos para promover cidades em que as pessoas possam acessar seus direitos e serviços a 15 minutos caminhando ou pedalando de suas casas e a importância desse modelo de planejamento para construir cidades mais inclusivas, resilientes e saudáveis.

Em breve, lançaremos o desafio deste ano e abriremos formulário para inscrições de parceiras, atividades e ideias! Acompanhe nas nossas redes sociais e no site da Semana do Caminhar.

Manual de Desenho de Ruas do Recife foi publicado

Nós colaboramos na construção do capítulo de ruas caminháveis e na estrutura do manual, junto da Global Design Cities Initiative, da Bloomberg Initiative for Global Road Safety e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU).

Esse projeto de consultoria incluiu a revisão de diversos materiais, leis e manuais do Brasil e do mundo, além da pesquisa e adaptação ao contexto local. Por exemplo, indicamos a inclusão do desenho de pontes com prioridade do caminhar e pedalar, afinal Recife é a cidade dos rios e pontes. Trouxemos também modelos de implantação de sinalização para quem está a pé, entre outros elementos importantíssimos para fazer ruas caminháveis.

Acesse AQUI o material na íntegra!

Participamos em Belém do “Encontro Cidades da Amazônia e do Brasil”

Durante o evento, organizado pelo Laboratório da Cidade e Instituto COURB, fizemos uma oficina sobre a relação entre os deslocamentos das mulheres e as mudanças climáticas, e fomos analisar juntas a caminhabilidade das ruas de Belém com o Índice de Caminhabilidade com perspectiva de Gênero e Raça, metodologia criada pelo Instituto Caminhabilidade.

Também apresentamos na mostra de projetos o Laboratório Rio Pinheiros, em nome da nossa organização e do Metrópole 1:1.

Além disso, caminhamos muito por Belém! Visitamos o Gueto Hub, espaço na comunidade do Jurunas que começou como uma biblioteca comunitária e logo se tornou referência para encontros e atividades culturais no bairro; e conhecemos a Usina da Paz Jurunas, equipamento público cultural, esportivo e de saúde da cidade, inspirado nos parques bibliotecas de Medellín e no Compaz de Recife.

Tivemos a oportunidade de conhecer e rever pessoas parceiras e, como os encontros nas cidades também são para serem vividos de forma descontraída, fomos a eventos culturais nos espaços públicos, assistimos danças de carimbó, visitamos a Ilha de Combu e celebramos muito as ruas abertas para as pessoas junto aos amigos e parceiros da Rede de Urbanismo Colaborativo.

Foi uma oportunidade incrível de troca! Clique AQUI para conferir alguns registros e os depoimentos da Ruth Costa, do Coletivo ParáCiclo, e de Júlia, da Rede Jandyras.

Fomos ao I Encontro Brasileiro de Urbanismo Social no Recife

Depois de Belém, continuamos nossos passos em direção a Recife, onde participamos do I Encontro Brasileiro de Urbanismo Social.

A Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, integrou a mesa de Mobilidade Ativa junto com Gaia Lourenço, da Ameciclo, e Larissa Oliveira, da WRI Brasil, onde falou sobre a relevância da mobilidade a pé nos centros urbanos.

Também foi uma oportunidade de conversar com muitas pessoas parceiras que estão na luta por construir cidades mais sustentáveis e democráticas, além de visitar espaços públicos pela cidade, como a comunidade do Pilar.

Acompanhe nossas redes sociais para saber mais sobre o evento!

Participamos de live sobre o livro mexicano de calçadas para comentar o capítulo “El rol de las mujeres en la producción local del orden socioespacial de las banquetas”

Conversamos com as autoras Silvia Carbone e Guénola Capron sobre o capítulo “El rol de las mujeres en la producción local del orden socioespacial de las banquetas” (“O papel das mulheres na produção local da ordem socioespacial das calçadas”, tradução livre) em live organizada pela parceira mexicana Camina.

A Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, comentou sobre a importância de gerar mais dados da perspectiva das mulheres e contou sobre os nossos projetos de caminhabilidade com perspectiva de gênero.

Contribuímos com aula teórica e prática de caminhabilidade para a Pós-Graduação em “Habitação e Cidade” da Escola da Cidade

Participamos do curso de Pós-Graduação em “Habitação e Cidade” da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Escola da Cidade contribuindo com aula teórica e exercício prático para diagnosticar e propor soluções de caminhabilidade na comunidade da Favela do Haiti e o entorno.

Aplicamos a nossa metodologia autoral do Índice de Caminhabilidade com perspectiva de gênero e raça, avaliando com a turma da pós-graduação o caminho dentro da comunidade até a estação de metrô mais próxima. Foi muito interessante ver as pessoas se engajando no diagnóstico e observando com outro olhar a interação dos prédios com a rua, as mensagens e símbolos de representatividade, e a falta de conforto.

Clique AQUI para ver alguns registros das aulas!

Entrada de colaboradora de projetos e design

Demos as boas vindas para Gabriela Massuda, nova Analista de Projetos do Instituto Caminhabilidade, e Luma Cavalcanti, nova designer. Gabriela é paulista, mestra em Transportes e Desenvolvimento Sustentável pelo École des Ponts ParisTech, na França — bolsista pela Fondation Renault -, arquiteta e urbanista pela Universidade de São Paulo.

Abaixo-assinado Maio Amarelo

Nosso abaixo-assinado do Maio Amarelo para reduzir as velocidades máximas nas cidades para 50 km/h arrecadou quase 230 assinaturas! O próximo passo é continuar incidindo para que o Código de Trânsito Brasileiro altere as velocidades em vias urbanas. Por isso, integramos uma rede de organizações junto a Ciclocidade e UCB para apoiar um projeto de lei nesse sentido.

Se você não assinou, ainda pode colaborar para salvarmos milhares de vidas! Clique AQUI e apoie!

Demos entrevista para o Estadão sobre soluções de caminhabilidade nas cidades

Demos entrevista para o Estadão sobre segurança para pedestres e soluções para melhorar a caminhabilidade nas cidades brasileiras, reforçando a urgência em diminuir as velocidades máximas.

Para a Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, reverter as condições desfavoráveis para caminhar nas cidades é relativamente simples. Além de melhorar a estrutura das calçadas, que muitas vezes não têm acessibilidade e nem espaço suficiente para pedestres, ela aponta como uma das alternativas principais a diminuição das velocidades.

Há muito a se fazer para melhorar a segurança dos deslocamentos a pé pela cidade, mas vejo como a medida mais importante a diminuição das velocidades no perímetro urbano e nos locais em que há muita concentração de pedestres, como em áreas escolares e pontos de transporte público — Leticia Sabino, Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade.

Leia AQUI a reportagem na íntegra.

Semana do Brincar: 5 espaços para brincar nas Cidades

A urbanista e ativista social Jane Jacobs, em seu livro “Morte e Vida nas Grandes Cidades”, debate o quanto as crianças estão confinadas em espaços privados, o que dificulta que experienciem a vida nas cidades.

Por isso, ela propõe uma outra urbanização, na qual as ruas sejam planejadas para receber as crianças e suas brincadeiras.

Não é preciso segregá-las e nem construir áreas separadas com o propósito de recebê-las. As próprias calçadas podem ser vivas e diversificadas, e a comunidade responsável pela recreação informal das crianças.

Confira AQUI 5 ideias de espaços para brincar nas cidades!

OUTROS PASSOS

Integramos o Mapeamento de Iniciativas Urbanas Climáticas (MIUC)

O MIUC reúne projetos de cidades brasileiras que atuam ou têm impacto no combate às emergências climáticas em curso. Fazem parte do mapeamento projetos sociais que estão fazendo a diferença ao tornar territórios urbanos mais resilientes e preparados. Saiba mais AQUI.

VEM AÍ

Vamos participar do Parque da Mobilidade Urbana, evento que acontecerá em São Paulo entre os dias 22 e 24 de junho. Nossa Diretora Presidente, Leticia Sabino, será palestrante no dia 22. Além disso, nosso projeto Caminhando Juntas é finalista do Prêmio, que será anunciado dia 23. Saiba mais.

Faça parte da nossa lista de transmissão do Telegram! Clique aqui.

--

--

Instituto Caminhabilidade

ONG liderada por mulheres | Desenvolve cidades em que pessoas e caminhar sejam prioridade | Busca equidade de gênero e enfrenta a crise climática