Desenvolvemos papos e conteúdos autorais para inspirar a caminhabilidade no Brasil [Por onde andamos em novembro]

Instituto Caminhabilidade
8 min readDec 7, 2023

📍 Revelamos as principais impressões sobre a Walk21 Kigali e falamos sobre as inovações de caminhabilidade das vencedoras do Prêmio Cidade Caminhável 2023

Lançamos os podcasts do Prêmio Cidade Caminhável

Rua da Gente — Benevides (PA) — vencedor na categoria Cidades Pequenas

Welton Neves, Secretário de Planejamento e Desenvolvimento de Benevides, e Kelly Calderaro, Coordenadora do Centro de Formação e Pesquisa de Benevides e Professora da Rede Estadual de Educação do Pará, explicam como a política de abertura de ruas serviu de mecanismo para aproximar a gestão pública da população.

No episódio, eles destacam:

  • Como foi o processo de criação do Rua da Gente;
  • Quais os principais desafios de fazer uma rua de lazer em uma estrada estadual;
  • Como o programa aproximou a população da gestão;
  • Como o Rua da Gente deixou o ambiente e a cidade mais segura para mulheres e meninas.

“Não tem um custo (financeiro) para a prefeitura, basta fazer um planejamento para que as próprias pessoas usem o espaço da melhor forma possível com suas famílias”, diz Kelly.

Clique AQUI para escutar o episódio.

Plano de Bairro Novo Horizonte e Região — Jundiaí (SP) — vencedor na categoria Cidades Médias

Sylvia Barbosa Angelini, Diretora de Urbanismo de Jundiaí, e Alissandra de Castro Bernardini, Arquiteta e Urbanista, contam por que o Novo Horizonte foi escolhido como palco do projeto. “

A região apresenta várias peculiaridades significativas para um planejamento em média escala, como possuir um histórico de ocupação por submoradia (…), ser uma região muito bem localizada na malha rodoviária, possuir fragilidade ambiental (…), ter muitas áreas públicas ociosas, além de conflitos do uso instalado, por ser uma zona industrial ao lado de uma zona residencial”, diz Alissandra.

Elas também explicam:

  • Por que fazer um plano de bairro e quais as inspirações;
  • Por que escolheram o Novo Horizonte e Região;
  • Como foi a metodologia de participação das crianças;
  • Quais são as principais metas do plano e como elas foram traduzidas em ações.

Além disso, dão dicas para outras gestoras começarem a fazer planos de bairro nas suas cidades e qual é a importância destes tipos de projetos.

Clique AQUI para escutar o episódio.

Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento (Proinfra) — Fortaleza (CE) — vencedor na categoria Cidades Grandes

Samuel Dias, secretário de Infraestrutura de Fortaleza, aprofunda o impacto que o Proinfra tem na comunidade como um todo, mudando, além da rua, a estrutura das casas e dos comércios.

“A gente vê ao longo dessas obras criarem-se pequenas centralidades comerciais. Se você tem uma rua bem estruturada, ela pode agora ter uma venda, uma lojinha. Nos locais onde já existem comércios, a gente coloca a infraestrutura e eles florescem, o dinheiro circula mais dentro do bairro“, afirma Samuel.

Ele também fala sobre:

  • O processo de intersecção entre um programa de saneamento básico e a melhora da caminhabilidade;
  • Quais equipes foram envolvidas para garantir a qualidade dos projetos;
  • Como o Plano Municipal de Caminhabilidade, que venceu o Prêmio Cidade Caminhável em 2021, se relaciona com o Proinfra;
  • Como se deu o processo de contratação dos próprios moradores para trabalhar nas obras e quais benefícios foram possíveis identificar.

Além disso, conta quais foram os principais resultados atingidos e dicas para fazer programas que combinem saneamento, caminhabilidade e priorização de populações periféricas.

Clique AQUI para escutar o episódio!

Confira um pouco do que rolou na Walk21 2023, realizada em Kigali, na Ruanda

Foi uma experiência transformadora participar do evento pela primeira vez no continente africano. Nossa Diretora Presidente, Leticia Sabino, apresentou o Prêmio Cidade Caminhável e o projeto de gênero e raça Caminhando Juntas, trocou com muitas pessoas e organizações, celebrou as ruas abertas e conheceu projetos de caminhabilidade em zonas periurbanas e centrais. Dá play no vídeo!

Realizamos a live “Passos em Kigali: inspirações da Walk21 para cidades mais caminháveis”

Conversamos sobre as impressões da caminhabilidade em Kigali, os principais destaques da conferência, insights para aplicar nas cidades e qual a importância de estar neste evento e como isso pode construir cidades mais caminháveis.

O bate-papo teve a participação de Ariadne Samios, Coordenadora de Mobilidade Ativa do WRI Brasil; Géssica Macamo, cientista política moçambicana e Diretora Executiva do Centro de Estudos Urbanos de Moçambique; Shanna Lucchesi, PhD, Doutora em Sistemas de Transporte pela UFRGS e Coordenadora de Projeto na IRAP; e Mercília Lombe, arquiteta moçambicana Assistente de Planejamento Urbano na Arquitetos sem Fronteiras. Assista!

Fizemos o evento “Caminhos para cidades para as pessoas — Prêmio Cidade Caminhável 2023” no Circuito Urbano 2023 da ONU Habitat

Apresentado pela Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, e pela jurada do Prêmio e Gerente de Projetos do Lab da Cidade, Taynara Gomes, o bate-papo falou sobre os projetos vencedores do Prêmio e como impactaram positivamente, gerando mais equidade social e de gênero e proporcionando acesso democrático e justo à cidade, seus serviços e espaços públicos.

A conversa teve a participação da Diretora de Urbanismo de Jundiaí, Sylvia Angelini; da coordenadora do Centro de Formação e Pesquisa de Benevides, Kelly Calderaro; e do Secretário de Infraestrutura de Fortaleza, Samuel Dias, que são os representantes de cada uma das equipes responsáveis pelos três projetos premiados no Prêmio Cidade Caminhável. Assista!

Conversamos sobre intermodalidade pela perspectiva de andar em pé em live da Polo Planejamento

A Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, participou junto da professora adjunta da UFPE, Yara Baiardi, de uma conversa sobre como fortalecer o planejamento urbano e o desenho das cidades para criar conexões mais seguras e mais acessíveis, principalmente pela perspectiva do andar a pé, o que é fundamental para criar sistemas de transporte mais eficientes e inclusivos.

Leticia ressaltou a importância do envolvimento da comunidade e de colocar a perspectiva das pessoas nos projetos, como construir estruturas melhores para fortalecer os pedestres na intermodalidade, as diferenças de acesso ao transporte público na área central e periférica e como isso vai piorando e se intensificando com a privatização, entre outros. Assista!

Lançamos a Rede Cidade Caminhável

O objetivo da Rede é criar um espaço de trocas de conhecimentos e experiências entre as equipes dos projetos inscritos no Prêmio Cidade Caminhável de 2021 e 2023. Atualmente, temos 20 cidades de todas as regiões do Brasil compondo a Rede, e mais de 50 participantes. Iremos informar as gestoras com notícias relacionadas à caminhabilidade e mobilidade urbana, além de oportunidades de financiamento, formações, eventos e cursos. Estamos muito animadas para inspirar juntas cidades cada vez mais caminháveis!

Site do Lab Rio Pinheiros de cara nova!

O Lab Rio Pinheiros, formado pelo Instituto Caminhabilidade e Metrópole 1:1 — em parceria com a Farah Service, que apoia junto ao consórcio Parque Bruno Covas Novo Rio Pinheiros — , é um laboratório que realiza estudos, metodologias participativas, experimentações e ações de ativação concomitante com as obras já previstas para criação do parque linear Bruno Covas Novo Rio Pinheiros. Começamos os trabalhos em agosto de 2021 para desenvolver estudos que apoiam a construção de um parque mais democrático. Agora, o site está com cara nova e com mais informações sobre os estudos realizados até o momento. Clique AQUI para conhecer!

Começamos projeto de consultoria para Plano do Centro do Recife

Começamos parceria com a Agência Recife para Inovação e Estratégia (Aries) para colaborar no Plano do Centro do Recife com perspectiva de caminhabilidade, gênero e raça. Vamos diagnosticar as visões de planos que já existem para o território e, a partir disso, contribuir com nossas experiências sobre o tema e trazer sugestões para que a área seja mais acolhedora para mulheres e meninas, principalmente negras e indígenas.

Capacitação em Sistemas Comunitários de Bicicletas Compartilhadas com Ameciclo

Desde agosto, estamos participando da capacitação oferecida pela parceira Ameciclo do Recife sobre sistemas comunitários de bicicletas compartilhadas, já que eles tem um projeto de sucesso implementado na cidade, o Bota pra Rodar. A capacitação faz parte das atividades do Lab Rio Pinheiros, e participam junto com a gente as parceiras do Metrópole 1:1 e também as lideranças das comunidades do entorno do Rio: Real Parque, Jardim Panorama, Peinha, Jardim Fim de Semana, Jardim Santa Josefina, Jardim Ibirapuera e Jardim Felicidade.

Publicamos conteúdos para mobilizar a instalação de uma travessia de pedestres na Ponte João Dias até o acesso ao Parque Bruno Covas Novo Rio Pinheiros

No vídeo, mostramos como foi a visita à Ponte João Dias com a CET e como os trabalhadores e pessoas em geral chegam até o acesso. Diariamente, eles precisam enfrentar uma travessia arriscada, com carros a 70 km/h e 4 faixas de rolamento.

Entrevistamos a Manuela, coordenadora do CCA Peinha, que faz caminhadas rotineiras no Parque com as amigas para saúde e esporte. Apesar da Peinha estar a 5 minutos caminhando do acesso pela Ponte João Dias, muitas vezes elas optam por andar 1h30 até a Ponte Laguna, devido ao perigo da travessia.

Também falamos sobre as soluções propostas por nós, do Instituto Caminhabilidade, como travessias semaforizadas, alargamento de calçadas e ciclovias (que podem ser vistas AQUI no relatório do Caminhando Juntas). Agora, aguardamos a CET, que se comprometeu a fazer estudos de fluxo e trazer soluções. Assista ao vídeo!

Passo a passo para pedir a implementação da faixa no portal 156

Também fizemos um reels com um passo a passo para fazer uma denúncia no portal 156, da Prefeitura de São Paulo, para que a CET avalie a implementação da faixa de pedestres. Confira:

Para facilitar, disponibilizamos um documento público com as informações do formulário (aqui) e um álbum público com as fotos (aqui).

Demos entrevista para o Balança Povão, do Balanço Geral da RecordTV, sobre as enxurradas na cidade de Ferraz de Vasconcelos, em São Paulo

Na Avenida Rosa Teixeira Bueno, quando há chuvas intensas, as pessoas são literalmente arrastadas pelas águas. Essa situação já acontece há anos e foi registrada diversas vezes por um comerciante local.

A Diretora Presidente do Instituto Caminhabilidade, Leticia Sabino, comentou o caso junto ao urbanista Nabil Bonduki. Ambos chamaram atenção sobre as enxurradas serem efeito da urbanização que impermeabiliza os solos, ignorando as condições naturais.

“Precisaríamos usar recursos para fazer a mudança nos pisos da cidade, fazendo com que eles garantam a permeabilidade da água”, afirma Leticia — ao contrário da manutenção de asfaltos, que é como as cidades têm gastado seus orçamentos.

Assista a reportagem completa AQUI.

Vídeo carros x onda de calor

Podemos começar hoje mesmo a diminuir o efeito das ondas de calor nas cidades: basta fazermos mais RUAS PEDESTRIANIZADAS!

As ondas de calor são potencializadas em áreas urbanas em razão da poluição atmosférica, da queima de combustíveis fósseis e do uso excessivo de carros e ausência de áreas verdes.

Enquanto se busca tecnologias e soluções caras e complexas para diminuir as temperaturas nas cidades, apresentamos uma que não precisa colocar nada novo: basta TIRAR os CARROS DAS RUAS. Saiba mais na legenda do reels!

Publicamos coluna no Caos Planejado e Mobilize sobre os destaques do “Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento de Fortaleza”, vencedor do Prêmio Cidade Caminhável

O Proinfra chama a atenção, primeiramente, pela grande escala do projeto que, de acordo com o Secretário de Infraestrutura, Samuel Dias, é o maior da história da cidade de Fortaleza e tem como objetivo pavimentar mais de 1.100 ruas. No entanto, também é importante destacar o foco em áreas marginalizadas da cidade e a priorização de comunidades e populações vulnerabilizadas que, historicamente, pelo desenvolvimento das metrópoles e especulação imobiliária, precisam habitar locais sem infraestrutura e distantes do centro. Quer saber mais? Leia a coluna no Caos Planejado ou Mobilize!

VEM AÍ

Recesso de final de ano

Entre os dias 25 de dezembro e 7 de janeiro, estaremos em recesso de final de ano para recarregar as energias e voltar com muitas novas caminhadas em 2024! Fique ligada que, na primeira semana do retorno, voltamos a ativa para contar tudo o que aconteceu em dezembro.

Faça parte da nossa lista de transmissão do Telegram! Clique aqui.

--

--

Instituto Caminhabilidade

ONG liderada por mulheres | Desenvolve cidades em que pessoas e caminhar sejam prioridade | Busca equidade de gênero e enfrenta a crise climática